O Papel Atual do Pedagogo no Brasil

O PAPEL DO PEDAGOGO NA ATUALIDADE

Mesmo nos dias atuais, o pedagogo ainda é visto apenas como o professor que sabe tudo, e que tem o dever de entrar em sala e passar todo o conteúdo pra cabeça do aluno, sem levar em conta que antes mesmo de ir pra escola, as crianças já carregam um pouco de aprendizado consigo, sejam eles relevantes ou não. De fato não podemos generalizar, e é claro que tem uma parcela da sociedade que sabe que o papel do professor vai muito mais além do que simplesmente transmitir conhecimento, mas também de receber.

O papel do professor hoje é de ajudar um aluno a tomar as melhores decisões, é de formar cidadãos capazes de trilhar seus caminhos por conta própria. Já faz tempo que o aluno não é mais visto como tábula rasa, agora ele é visto como um ser pensante, capaz de realizar trocas de aprendizado com seu professor. Um pedagogo é aquele que precisa se habituar com a realidade familiar, social e psicológico de cada aluno.

Um pedagogo é de extrema importância pra vida da sociedade, se engana quem pensa que educação e sociedade não caminham juntos, porque um pode prejudicar o funcionamento  do outro. Se um professor não é capacitado mentalmente e/ou profissionalmente, como ele conseguirá entender , ajudar e ensinar seus alunos? O pedagogo não trabalha apenas em escolas, mas também em empresas, organizações, em hospitais.

Em suma, o papel atual do pedagogo é de formar cidadãos, mas cidadãos pensantes, infelizmente não são todos os professores que aceitam tomar uma atitude como essa, de colocar ideais sociais nas cabeças dos alunos, mas ainda temos esperança, devemos acreditar que muitos professores serão capazes de transformar a realidade política e social que a sociedade e nossos alunos pensam saber.

Anúncios

Volta por cima – Noite Ilustrada

Chorei, não procurei esconder
Todos viram, fingiram
Pena de mim, não precisava
Ali onde eu chorei
Qualquer um chorava
Dar a volta por cima que eu dei
Quero ver quem dava
(…)
Reconhece a queda e não desanima
Levanta, sacode a poeira
E dá a volta por cima

Mistérios das Ilhas Kauai

 

 

                           MISTÉRIOS DAS ILHAS KAUAI

A melhor Ilha Paradisíaca pode ter seus segredos, não queira saber quais.

 E mais um dia comum se passa na cidade de Miami, Flórida, a mesma rotina de todos os dias, os rádios tocam das mais variadas músicas, para avisar que o verão chegou, e os jovens da Universidade de Beverlly Hills estão prontos pra mais uma viagem de verão, a melhor de suas vidas. As melhores amigas de infância Jéssica e Carol , que mais uma vez estudam juntas, já estão prontas para o melhor dia de suas vidas, muita festa e curtição as aguardam, pelo menos é o que pensam.

A umas três quadras da Rua Washington , onde mora Carol, fica a casa de Alex, namorado de Jéssica, melhor amigo de Carol, estudante do 4º Período de Educação Física, considerado o cara boa pinta e aluno disciplinado, se encontra em seu quarto se preparando pra sair, mas antes liga pro seu colega de quarto e parceiro de bebidas, Lucas

– E ai cara, cadê você? As garotas já estão me ligando, e você sabe como a Jess fica quando estressada, se anima que vai ser o melhor verão de todos.

Do outro lado da linha, Lucas atende:

– Po cara, você disse a mesma coisa ano passado e viu no que deu, tu brigou com a Jess, eu fiquei bêbado e acabei beijando a Carol mesmo gostando da Gaby.

– (risos) Cara, tu deu mole, a Gaby não dá a mínima pra você , e a Carol é caidinha em você desde o Ensino Médio mano. Mas enfim, se arruma ai e sem choradeira valeu, to indo buscar as garotas, te ligo quando chegar ai

– Falou mano, mas não me coloca do lado da Carol, tu sabe que eu não correspondo.

– Ta cara, relaxa, e agiliza ai que to saindo, tchau.

Ambos desligam, Alex pega suas malas, se despede dos pais, entra no seu JAC J3 Turin e vai ao encontro de Jess e Carol

-Nossa amor, demorou hein!!! Meu Deus, estamos prontas faz tempo.

– Jessi relaxa, ele chegou , isso que importa, agora vamos porque temos que buscar o Lucas…hm, quer dizer, temos que ir logo.

( muitas risadas)

– Amiga, não precisa disfarçar, você está entre seus melhores amigos, e qualquer um é capaz de perceber que você é APAIXONADA pelo Lucas, não adiantar negar. (mais risadas)

– Ai amiga, eu sei, mas poxa, vai ser difícil ficar de novo o verão inteiro junto com o cara que eu amo, mas que só tem olhos pra metida da Gaby, enfim, vamos.

– Jess meu amor, a Carol tem razão, deve ser difícil pra ela, sobrevivi o Ensino Médio todo ouvindo ela falar dele, não vai ser agora que vou reclamar. (risadas)

-Valeu Alex, obrigada pela parte que me toca.

O telefone de Carol toca , ela se assusta ao ver que é uma chamada de Lucas, e já passa logo pro Alex:

– Atende que deve ser pra você, ele nunca me ligou, não vai ser agora que  faria isso.

– Eu não, se fosse pra mim ele ligaria direto pro meu celular, para de chatice e atende logo esse celular garota.

Carol atende:

– Oi Lucas

– Oi Carol

– Não estou te entendendo Lucas, se quer falar alguma coisa fala logo mano.

– Calma cara, é que , você sabe, ano passado, eu bêbado, não quero cometer o mesmo erro de novo.

– Ah, então ter me beijado foi um erro, nossa, bom saber hein, você é mesmo um idiota, vou passar pro Alex.

– Não, não foi isso que eu quis dizer, é que, você sabe, eu gosto de outra pessoa.

– Nossa, você me ligou primeiro pra dizer que ter me beijado foi um erro, que você não quer cometer esse erro de novo, e que você gosta de outra, tá ficando cada vez mais idiota, não sei se pode melhorar.

– É que não quero que você crie expectativas, só isso.

– Como vou criar expectativas? Se não tem nada entre a gente, e nem nunca terá, você está se contradizendo demais, enfim, vou passar pro Alex, ele quer falar contigo, valeu ai, tchau.

-Pera aí Carol, você tá entendendo tudo errado, merda….fala ai cara

Antes de responder, Alex se afasta um pouco das meninas:

– Mano, tu é um idiota mesmo, e agora quem não te entendeu fui eu.

– Não falei nada demais mano.

– Cara, antes de eu sair de casa tu me mandou o papo pra não tentar juntar você com a Carol porque tu não corresponde ao que ela sente, ai agora tu liga pra ela e fala esse monte de besteira, não te entendi.

– É que mano, eu fui na casa da Gaby pra buscá-la, ai encontrei ela com o lerdão do Pedro, ai ela me disse que ia com ele, pra eu esquece-la  porque ela nunca ficaria com um idiota como eu. Sinceramente não entendi porque ela falou aquilo tudo, ai mandei o papo de que ia dar uma oportunidade pra Carol.

– Mano, tu ia agir como um tremendo imbecil! Ainda bem que a Carol te entendeu errado, porque se ela descobrisse que você só ia dar uma chance pra ela porque a Gaby te deu um chute na bunda, eu e Jess íamos ter que aturar os choros e xingamentos dela contra você, e com toda razão. Tu não acerta uma mano.

– Po cara, é que não quero ficar segurando vela nessa viagem po, dá uma mãozinha ai.

– Não conta comigo , não com a Carol, minha melhor amiga seu idiota, fora que terão outras garotas lá e tal, quem sabe tu dá sorte né, mas esquece da Carol, porque eu não vou te ajudar com ela não.

– Caramba mano, valeu hein!

– Você quem procurou cara, deu uma mancada feia. Mas enfim, quando chegar aqui me liga, tchau.

Enquanto Alex retorna pro carro, sem falar nada, Jess fala :

– Amor, o que o Lucas ia aprontar dessa vez? Pela tua cara não era algo bom né?

– Po amor, o Lucas ia dar uma chance pra Carol

– Isso é bom, ela é apaixonada por ele…não, pera, ele não gosta da Gaby?

– Então, ele ia dar uma chance pra ela, só porque a Gaby deu um fora nele, mas falei pra ele desistir, não vou deixar ele fazer isso, não com ela.

– Ainda bem amor, senão já sabe o que ia acontecer se a Carol souber né.

Sem que Alex e Jess percebessem , Carol chegou de repente, e disse:

– Do que vocês estão falando, do Lucas??

– É, ele disse que você entendeu tudo errado, mas deixa pra lá.

– Deixa pra lá mesmo, não estou nenhum pouco afim de saber o que ele quis dizer, então, vamos né minha gente, Havaí nos espera.

E foram alguns minutos até chegar no Aeroporto , e mais alguns minutos até o resto do grupo chegar. Lucas avista Carol, e vai atrás dela.

– Carol, deixa eu falar cara, você entendeu tudo errado.

– Você não me deve explicações não, eu hein ,  precisamos ir , nosso voo é agora.

E a turma segue até o Portão pro seu voo, e pra piorar, a poltrona do Lucas é do lado da Carol.

– Ah não, você do meu lado, eu mereço mesmo.

E Henrique aparece e se oferece pra trocar de lugar com Lucas

Jess fala pro Alex :

– Ainda bem que alguém se ofereceu, e melhor ainda que é o Henrique, um gato como ele…

– Como?!

– Não amor, não entenda errado, eu falei isso porque todos nós sabemos que o Henrique é louco pela Carol , então, ainda bem né?!(risos)

– Ah sim , entendi, pois é , ainda bem que é ele.

E todos se sentaram ,houve uma pequena discussão entre Lucas e Henrique, pra saber quem iria sentar na poltrona do lado da Carol, até que ela grita :

– Dá pra calar a boca os dois!! Todos queremos viajar em paz!!!

– Tudo bem , só você deci….

Ela nem deixou Lucas terminar e diz :

– Henrique, senta logo por favor!

– Obrigado Ca.

E lá se vão 9h35min de viagem , comeram , dormiram ,até que finalmente chegaram no Aeroporto do Havaí , e lá mesmo cada grupo da turma alugou um carro, pra poder ir até a tal Ilha Paradisíaca onde ficariam , mas antes, um passeio pela cidade, cada casal num carro. Alex, o mais velho do grupo, diz como ficou a divisão dos carros:

– Bom, vai ser o seguinte, Carol com Henrique, Pedro com Gaby, eu com a Jess, Lucas com Leticia , Chris com Ray , David com Denise.

–  Vamos que o dia hoje vai ser muito bom.

E seguiram todos com seus carros conhecer a cidade, tudo muito lindo e maravilhoso, lindas praias, cabanas, hotéis, surfistas gatos, loirinhas surfistas e tudo que o Havaí pode oferecer.

Eles entram em um Bar e Restaurante chamado Aloha Restaurant, chamaram um garçom e fizeram seus pedidos, até que um policial fora de serviço chega perto deles pra conversar.

– Vocês provavelmente não são daqui, e estão de visita, bom , meu nome é Xavier Johnson, sou o delegado dessa cidade.

– Oi, nós somos de Miami, Flórida, estamos nas nossas férias de verão da Universidade, e nada melhor do que o Havaí. Meu nome é Alex, esses são minha namorada Jessica, e nossos amigos Pedro, Henrique, Lucas, Gaby, Leticia , Carla , Chris , Denise , Ray e David.

O grupo todo:

– Prazer!

– E , imagino, já sabem onde vão ficar né

– Sim sim , pesquisamos muito antes de escolher, e chegamos ao consenso de ficar numa Ilha.

– Uau, bela escolha suponho, qual de nossas ilhas?

– Ilha Kauai

– AH, essa Ilha (risada meio misteriosa)

– Ela é absurdamente linda, e merece ser desvendada.

– Que ela é linda meu jovem , você tem toda razão, mas vai por mim , não queira desvendar os segredos dessa Ilha, você pode não gostar do que vai descobrir, sei do que estou falando. Mas vão , e se divirtam, até mais.

Aquele delegado sabia muito bem do risco que esses jovens estavam prestes a correr, mas ele não quis arriscar sua vida, aquela Ilha guarda segredos que nem mesmo o melhor detetive ia querer descobrir, suas terras, montanhas e águas escondem os mais terríveis passados, acreditem , se esses jovens tivessem escolhido outra Ilha, ai sim seria a melhor viagem de suas vidas.

– Gente acho que só eu senti algo estranho no olhar daquele delegado né?

– Ah não Jéssica , não começa com essas paranóias, a viagem mal começou e você já quer assustar a gente, calma ai né.

– Calma Patty, não falei nada disso, só achei misterioso o olhar dele, e o modo como ele falou da Ilha, só isso, calma.

E já eram 15h da tarde, mas eles não queriam ir pra cabana na Ilha Kauai ainda, queriam conhecer outros lugares, praias e ilhas, e então foram eles, mas, como sempre, Pedro fala:

– Gente, vamos parar rapidinho, preciso ir no banheiro.

-Não demora Pedro, queremos conhecer a Ilha Maui.

– Relaxa mano, vou demorar não, esperem aí.

E foi Pedro a procura de um banheiro, entrou num Barzinho e pediu ao garçom pra usar o banheiro :

– Com licença garçom, mas eu e meus amigos estamos passeando e eu preciso muito ir ao banheiro, posso usar o de vocês?

– Claro, segunda porta a direita.

– Obrigado

Voltando do banheiro, Pedro olhou melhor para a cara do garçom, e viu que era o delegado,

– Senhor, o que faz aqui se você é o delegado da cidade?

– Eu avisei a vocês, não desvendem os segredos da Ilha Kauai , vocês não vão gostar do que vão descobrir, não façam isso.

– Cara , você é estranho , na boa, obrigado por me deixar usar o banheiro, tchau.

E Pedro foi de encontro com o pessoal, que estava na rua da frente

– Gente, a Jess tinha razão, aquele delegado é mesmo muito estranho, entrei no bar, pedi a um garçom pra usar o banheiro, quando voltei vi que o garçom era o delegado

Patty já reclama:

– E o que tem demais nisso? Eu hein…

– Você não deixou eu terminar né, enfim , a parte esquisita é que de novo ele pediu pra não investigarmos os mistérios e segredos da Ilha Kauai, disse que não vamos gostar.

– Ah cara, tu acredita mesmo nessas paradas mano? Tudo besteira.

– Não Alex, eu não acredito em nada que eu ainda não vi, mas, que aquele homem é estranho, sim ele é.

– Tá tá tá, tanto faz, vamos logo que eu quero conhecer essa Ilha Maui antes de anoitecer.

E seguiram todos a passear, tiraram fotos, conheceram pessoas, e perceberam que todos eles tinham a mesma opinião sobre a Ilha , pra não mexerem com o passado de Kauai, não desvendarem seus mistérios.

E então, finalmente o passeio acabou, e foram todos , cada um para seus respectivos carros, rumo a Cabana Kauai, nas Ilhas Kauai.

No carro, Alex diz:

– Amor, você acredita mesmo que essa Ilha pode ser mesmo assombrada?

– Olha amor, eu não  acredito nessas coisas não, mas que eu acho que tem algo de errado com essa Ilha, sim eu acho, pensa bem , várias pessoas tendo a mesma opinião sobre ela, mas você não tá sentindo nada demais né?

– Sinceramente não estou não, a Ilha é linda, e merece ser conhecida

– É , você tem razão .

No outro carro, Pedro novamente diz:

– Cara, aquele delegado não me sai da cabeça, ele é muito esquisito.

– E o que tem nele pra você acha-lo esquisito?

– Mano, quer dizer , Gaby, é só ver o olhar dele, o tom de voz quando fala da ilha, na boa, aquele cara me dá medo.

-Nossa, bela maneira de começar o dia no Havaí.

– Ah , nem vem reclamar, não aconteceu nada demais.

– É , você tem razão.

No carro de trás:

-Amor, o que você achou sobre a opinião das pessoas com relação a Ilha Kauai?

– Ah Chris, sério, se eu for me guiar pela opinião dos outros, porque vim conhecer então

– Também acho, mas você teria razão se cada pessoa tivesse uma opinião diferente sobre a Ilha, mas não , todas as pessoas que conhecemos, todas elas, incluindo o delegado , nos alertaram sobre os segredos que essa tal ilha esconde.

-Ah , deixa pra lá, vamos curtir nossas férias amor, não é porque algumas pessoas nos colocaram medo, que vamos deixar de aproveitar né?!

-Você tem razão, é por isso que te amo

Quando Chris ia se virar pra dar um beijo na namorada, ela grita :

– Amoor!! Cuidado!!!!

Até que , de noite,eles batem com o carro , perto de uma cabana antiga.

Alex, Jessica, Pedro, Gaby e todo o resto , param seus carros e vão socorrer os amigos:

– Chris, Ray?!?!?!

Eles gritaram, e chamaram por seus amigos, para saber onde eles estavam ,naquela escuridão toda da mata, impossível enxergar, até que alguém responde:

-Gente , gente ,estamos aqui!!!!

– Chris, Ray?!?!?! (todos gritando)

– Aqui em baixo, caímos aqui , me ajudem, a Ray está um pouco machucada, nada grave.

E foram todos ao socorros dos amigos, e muitos assustados, começaram a se perguntar:

-Como vamos sair dessa mata , tá tudo escuro , impossível enxergar alguma coisa??

– Calma gente, estamos perto da nossa cabana na Ilha, vamos esperar clarear, pra podermos ir pra lá.

– Você tá de brincadeira né?  Acha mesmo que vamos passar a noite aqui, nessa escuridão toda, totalmente desprotegidos, e com uma amiga machucada, você é um idiota mesmo Lucas.

– Tem ideia melhor Carla, meu amor?

Até que Alex, já estressado, diz:

– Para de criancice vocês dois, estamos com um problema aqui, e vocês ficam nessa briguinha boba. Ambos estão certos em partes, se ficarmos aqui, corremos riscos com a ferida da Ray , mas se tentarmos ir até a cabana, podemos nos machucar, está muito escuro.

– Amor, porque não vamos até nossos carros, a Ray vai com a gente no carro, e Chris, seu carro não está muito destruído não , dá pra andar com ele ainda.

– Boa ideia amor, vamos leva-la conosco, lá a gente conversa pra saber o que aconteceu.

E foram eles, subiram o montinho, voltaram pra estrada, e cada um foi pro seu carro.

Chris, no carro , ficou se perguntando:

– Mas o que foi aquilo meu Deus, parecia o Diego, impossível de  ser, ele se mudou pra Orlando faz tempo, que estranho.

Dentro do carro, Jess tenta conversar com Ray :

– Amiga, você está bem né ?

– Estou sim , foi só um susto, e um ralado na perna, vai ficar tudo bem.

– Você sabe explicar o que aconteceu?

– Na verdade não, porque eu e Chris estávamos conversando numa boa, ele ia me dar um beijo, nisso apareceu algo, ou uma neblina não sei, foi ai que ele derrapou um pouco com o carro e eu cai, fora isso ,não sei mais nada, também não consigo entender.

-Tudo bem , amanhã todos nós vamos conversar com o Chris pra saber o que aconteceu, né Alex¿

– Sim amor, concordo, pode ficar tranquila Ray, amanhã a gente vai entender isso melhor, agora vamos chegar lá e dormir.

E depois de uns 15 minutos de estrada, chegaram na Cabana Aloha.

– Olá, tem alguém aqui???

E nada de alguém responder, Jess fala:

– Amor, tenta de novo , não é possível que não tenha ninguém

-Eu sei amor!

-Alô!! Tem alguém aqui????

Até que depois de esperar uns 10 minutos, alguém parece, um rapaz, de pelo menos 25 anos, e que de cara assustou Chris.

– Oi, nós reservamos essa Cabana, pra passar nossas férias de verão.

– Boa noite, sou filho do dono, meu nome é Dennis Lancaster, vocês são os jovens de Miami, certo

– Isso mesmo, somos nós. Eu sou o Alex López Johnson, essa do meu lado é minha namorada Jessica Janis , essa ruiva é a Gaby Hansen, do lado dela é o Pedro Rodrigues, essa loira magrela aqui é minha melhor amiga Carla Jámez , essa com a perna machucada é Ray Edward, seu namorado Chris Carslon, Denise Javier e seu noivo David Howard.

-Bom, você me facilitou dizendo nome de cada um, aqui está a chave da Cabana, aproveitem , ela é bem grande.

– Amanhã, a partir de horas terá alguém aqui?

-Bom, a partir das 8h00 da manhã, porque?

– É que precisaremos saber como chegar nas Ilhas Kauai

– O que ? Vocês pretendem ir lá?

– Deixe-me adivinhar que não devemos ir na Ilha pois ela tem segredos terríveis que não podemos desvendar

– Na verdade eu ia dizer que essa Ilha é a mais linda de todas, e que tenham um bom passeio, amanhã explico como chegar, boa noite,até

– Obrigado, até.

E foram eles rumo a porta da Cabana, e realmente ela era enorme, parecia uma mansão, chegaram , foram aos seus quartos, e dormiram, como se não dormissem a dias.

E chegou o segundo dia, que pra eles era o primeiro ainda, todos acordaram , tomaram banho, foram comprar algumas coisas, fizeram o café da manhã, e começaram as perguntas para tentar entender o que aconteceu ontem.

Alex, como sempre, o mais animado:

– Bom dia amor, bom dia genteeee!!! Vamos que o dia está apenas começando.

– Amor, primeiro temos que conversar, tentar entender o que aconteceu.

– Verdade, obrigado por me lembrar Jess.

– Chris vem aqui por favor.

Chris levanta do sofá, desliga a tv, todos o esperando na mesa, ele senta:

– Fala ai mano

– Cara, o que foi aquilo ontem?

– Eu nem sei te explicar direito, mas acho que sua reação será a mesma que a minha, podemos conversar lá fora rapidão

– Tranquilo mano, vamos lá.

E foram eles pra varandinha da Cabana, os outros, sem entender nada, foram arrumar suas coisas para o primeiro dia de passeio nas Ilhas Kauai.

– Pronto Chris, já estamos aqui fora, longe do pessoal, manda o papo

– Cara, você vai achar que tô ficando maluco, ou que fumei alguma coisa, mas te juro, eu estava limpo ontem, tenho certeza do que vi.

– Fala logo parceiro, tu tá me assustando

– Eu vi uma miragem do Diego, aquele da casa de Praia na Austrália, ainda se lembre dele né

– O Diego Harrison, irmão mais novo do Dennis Harrison, cara, não sei o que tem acontecido com ele , nunca mais soube nada, mas como assim você viu uma miragem dele, isso é impossível.

– Cara, a única coisa que sei dele, é que se mudou pra Orlando, na Flórida, soube também que os pais deles sofreram um acidente de carro, e só o pai sobreviveu, mas , nós também não somos nenhum pouco santos, tu sabe muito bem o que fizemos com ele naquele verão , na Austrália.

– Não cara, não vamos lembrar disso, não vamos lembrar de nada disso, já tem tempo, e não fizemos nada contra ele, fizemos contra o irmão dele, Diego

– Sim , foi algo terrível ,ficaram marcas no corpo dele, uma cicatriz horrível no pescoço, como fomos capazes de fazer aquilo.

– Ele mereceu.

– Será que o Dennis veio se vingar do que fizemos com o irmão dele¿

– Não fale besteiras, não sabemos mais nada do Dennis, a última que estivemos com ele desde o último ano do Ensino Médio, foi naquele dia, e Dennis sempre foi um idiota com a gente, desde o Jardim de Infância.

– Cara, ele deve ter a sua idade agora mais ou menos, você tem

– Vamos deixar isso pra lá, a gente inventa qualquer coisa pro pessoal, fala que você ficou tonto, sei lá.

– Bora falar com eles então.

E voltaram eles, a cara não escondia a verdade, por mais que em palavras eles tentassem esconder.

-E ai amor, o que vocês tanto conversavam?

– Nada demais não amor, o mais importante foi que o Chris disse que passou mal , não sei , acho que desmaiou, foi isso né

– Foi sim parceiro, do nada minha vista embaçou, desculpa amor, quase coloquei sua vida em risco.

– Amor, não tem o que pedir desculpas, isso pode acontecer com qualquer um.

– Vamos minha gente, uma Ilha nos aguardaaa!!!!

– Quem diria gente, a pessoa mais estressada do grupo agora está animada

-Nem vem Lucas, você não sabe nada de mim

– Sei muito mais do que imagina Carol

– Só porque sabe que eu era apaixonada por você, não quer dizer que saiba tudo de mim viu, não se iluda

– Como assim era amiga¿ Um sentimento de anos não pode mudar de um dia pro outro

– Pode sim Jess, ainda mais quando a pessoa é um idiota, enfim, vamos que o dia está apenas começando.

E foram eles, pegaram suas roupas, biquínis, suas pranchas, roupas de mergulho, colocaram no carro, enquanto Chris e Alex foram na recepção, pra saber como chegar lá. Encontraram o recepcionista

– Oi , bom dia, vocês já acordaram

-Sim , já tem um tempo, falamos com você ontem , sobre nos explicar de como chegar na Ilha Kauai

-A sim, me lembro de vocês, bom , ao invés de falar, vou lhes dar um mapa, bem detalhado, nele farei anotações dizendo onde entrar e etc.

Na hora que entregou o mapa a eles, Chris viu uma cicatriz na mão dele, e olhou pro pescoço, pra ver se tinha alguma ali, e eis que se assustou, e muito, o recepcionista  pergunta:

– Está tudo bem com você?Parece que viu um fantasma?

– Não, nada , tá tudo bem

– Tudo bem mesmo mano?

– Tudo ótimo parceiro, vamos logo.

Enquanto andavam em direção ao carro, Alex novamente falou:

– Cara, tá tudo bem mesmo¿ O que foi aquilo¿ Porque reagiu daquele jeito?

– Cara, quando ele foi entregar o mapa, eu vi uma cicatriz na mão dele, até ai tudo bem, depois fui olhar pro pescoço dele, porque me lembro que ontem ele disse que se chama Dennis, mas Dennis Lancaster.

– Sim , e ai?

-E ai que ele tem um cicatriz igual a do Dennis Harrison no pescoço, e ainda tem o mesmo nome.

– Cara, tu acha que eles são a mesma pessoa? Impossível

– Não é impossível não mano, faz mais de 5 anos que não vemos Dennis.

E foram eles ao encontro da turma, entraram no carrão, e foram em rumo á Ilha, fizeram todo o trajeto conforme o recepcionista disse, e chegaram lá, e se encantaram com a beleza do lugar.

– Como esse lugar pode ter segredos terríveis, se é tão lindo?!?!

– Não se iluda com a aparência meu amor, tudo pode mudar!!

-Nossa Alex, falou de um jeito como se tivesse algo a esconder.

Chris dar um olhar de bronca pra Alex

– Não meu amor, que isso , só comentei que beleza não é tudo, só isso, você me conhece.

– Verdade, enfim, pra onde iremos primeiro gente?!

– Bom, podemos conhecer as praias primeiro, ou as montanhas?!

– Acho mais válido escalar as montanhas, porque vamos suar trilhando, ai depois vamos nos refrescar na água.

– Carla tem razão, todos concordam??

– Sim!

– Sim! Sim!

– Então vamos lá, deixa as pranchas no carro, levamos só o necessário pra trilha.

E começaram a andar por todas as montanhas da trilha, subindo e descendo, até o momento estava tudo correndo bem , nada de ruim ou assustador aconteceu, até que….

– Ué, cadê todo mundo? Ah, que isso , já me perdi? Amor, cadê você?Ainda bem que todos temos radinhos para nos comunicar.

E foi Chris andando pelas montanhas, até encontrar um lugar seguro para fazer a chamada pro Alex, enquanto andava, sentia como se alguém o estivesse seguindo, começou a ouvir vozes do tipo:

– Porque fez aquilo com o Diego?

Na verdade, não existia nenhum Diego, eles criaram Diego em suas cabeças a fim de esconder a maldade que cometeram contra Dennis.

Chris começou a gritar :

– Quem está ai, que brincadeira é essa???

E de novo as vozes :

– Não é brincadeira, você machucou Diego, porque fez isso

E Chris gritava de volta:

– Eu não fiz nada contra nenhum Diego, eu não conheço nenhum Diego, para, cala a boca!!

E as vozes continuavam:

– Sim , você machucou muito Diego, na Austrália, sabe que machucou

E Chris, finalmente gritou:

– Não existe nenhum Diego, eu e Alex o inventamos e nos fizemos acreditar que quem machucamos foi ele, mas não foi, foi Dennis Harrison!!! Inventamos esse irmão que não existe, agora chega, calem a boca.

Depois de muito tempo andando, Chris finalmente se encontra com o grupo, visivelmente transtornado e cansado, Alex vai até ele e pede pro pessoal deixa-los sozinhos:

– Chris o que houve, você se perdeu e aparece assim , com essa cara??

– Mano, eu ouvi vozes que me fizeram assumir a verdade pra mim mesmo

– De que verdade está falando???

– Você sabe que não existe nenhum Diego, nós o inventamos, pra esconder a maldade que cometemos contra Dennis, nos fizemos acreditar que fizemos a mal a Diego, e que ele era seu irmão.

– Como assim , do que você tá falando?

– Pensa bem, conhecemos Dennis faz tempo, impossível ele ter tido um irmão mais novo, se o pai dele ficou viúvo e nunca mais se casou

– Cara, é verdade, estamos perdendo totalmente a noção da realidade, acho que estamos enlouquecendo.

– E também , é Dennis quem quer vingança, e aquele recepcionista , Dennis Lancaster , é ele , é o Dennis, Lancaster é o sobrenome do pai , lembra??

– Verdade, e agora, o que vamos fazer, não podemos sair da Cabana, se não todos vão suspeitar

– Não temos escolha parceiro, vamos ter que enfrentar Dennis, é a culpa caindo sobre nós.

E foram eles, continuaram o passeio como se nada tivesse acontecido, depois de fazer trilha, foram finalmente mergulhar, alguns pegaram pranchas, outros pegaram roupas de mergulho.

Alex e Chris pegaram suas pranchas, e combinaram de não ficar muito distante um do outro, e foram pra água.

Mergulharam, pegaram altas ondas, até que Chris cai da prancha, é como se algo o estivesse puxando pra baixo, e as vozes começaram :

– Não adianta fugir, você feriu alguém, agora é sua hora de pagar o preço.

Ele se debatia na água, pulava, mergulhava, engolia água, lutava por sua vida, até que Ray chegou:

– Amor, o que ta acontecendo com você, não tem nada te puxando, tem algo que você queira me contar??

– Não amor, não tem nada, tá tudo bem

– Você e Alex estão com muitos segredos pro meu gosto, a última vez que os vi assim já tem 5 anos, o que aconteceu

– Já disse, não aconteceu nada, me deixa em paz, que saco!!!

– Calma, não precisa descontar em mim não

– Desculpa, mas é que não tô nada bem, e não quero conversar sobre isso.

– Calma, não precisa descontar em mim não

– Desculpa, mas é que não estou nada bem, e não quero conversar sobre isso.

– Está bem então, vou sair pra você se acalmar um pouco, quando quiser conversar sabe que estarei aqui.

Ray se afasta e vai encontro das meninas, elas combinaram de mergulhar pra conhecer as profundezas daquelas águas cristalinas.

– Amor, aonde vocês vão?

– Oi amor, nós vamos mergulhar.

– Todo mundo ?

– Não, só as garotas, precisamos de um momento nosso né

– Tudo bem então, a gente vai surfar então, beijos , te amo!

-Também te amo, mas não precisa ficar assustado, estamos indo só mergulhar. (risadas)

– Eu sei, não estou assustado, enfim, vão lá e se divirtam, levem a câmera que tira foto embaixo d’água.

– Boa ideia amor, beijos.

E os grupos se dividiram, os caras ficaram na Ilha surfando e as garotas foram juntas fazer mergulho, tudo estava tranquilo e calmo, conversas jogadas fora, lembranças vindo, e nada das garotas voltarem , mas não tinham porque se preocuparem , e já se passaram 2 horas que tinham ido mergulhar, e dependendo de até aonde foram, podem demorar um pouco. Então resolveram ficar conversando mesmo, e se passaram  4 horas e nada, então começaram a fazer indagações:

– Gente, acho que  elas estão demorando tanto, já tem 4 horas que foram mergulhar, e até agora não voltaram.

– Cara, acho melhor alguns de nós ir atrás delas e alguém ficar aqui pra ver se elas vão aparecer por aqui.

– Boa ideia David

-Então faremos o seguinte, eu e Chris vamos ficar aqui esperando, se alguém mais quiser ficar tudo bem

– Não não, eu, Lucas e Pedro vamos atrás delas.

– Tudo bem então, ficaremos aqui esperando.

E lá foram eles atrás das garotas, aquela demora era realmente preocupante.

– Cara, tem alguma coisa errada comigo.

– Não sei o que , não vi nada demais.

– Você não entende, eu estou ouvindo vozes, me sentindo pressionado a falar o que fizemos, mas nada acontece com você, não sei porque.

– Também não estou entendendo porque só você está ouvindo essas vozes se eu também sou culpado pelo que aconteceu ao Dennis.

– Cara, aquele dia , na Austrália foi realmente inesquecível, mas do pior jeito

– Verdade mano.

E de repente eles se viram pensando no passado, lembrando do que fizeram naquele dia de verão.

(…)

– Cara, o que vocês dois fazem aqui?

– Não é do seu interesse seu idiota

– Ah, agora os mariquinhas resolveram ficar valentes, nossa.

– E o que você quer hein, não bastou ter nos perseguido durante toda infância e no ensino fundamental, meu Deus!!!!

– Calma Alex, não falei nada, ainda ( muitas risadas , bem estranhas)

– O que você quis dizer com isso????

– Pergunta pro seu irmãozinho.

– O que o Felipe tem a ver com isso?

– Nada, ainda

– Se eu souber que você fez algo com meu irmão, eu juro, juro que sou capaz de te matar, mexer comigo tudo bem, mas com a minha família não seu doente.

– Deixa ele Alex, ele deve estar blefando só pra te assustar

– Não Chris , não estou blefando, vai atrás dele pra ver.

– Não cara, não, você não mexeu com ele!!

E foram eles pra casa de Praia, chegando lá, encontraram o pequeno Felipe totalmente desacordado, sem pulso, sem machucado físico nenhum, mas simplesmente apagado.

Alex começou a gritar por toda a casa:

– Não, o que aquele doente fez com o meu irmão?!?!?!

– Calma cara, vamos leva-lo ao médico pra saber o que aconteceu com ele..

Chris e Alex o levaram ao hospital , o médico fez muitos exames e chegou a um diagnóstico :

– Alex , seu irmão foi vítima de uma asfixia , e terá sequelas pro resto da vida.

– O que??? Não!!! Não acredito, meu irmãozinho!!!!!

E eles foram embora, Alex jurou ao Chris que faria algo pra vingar a vida que o Filipe seria obrigado a levar, e foram eles atrás do Dennis, o procuraram por toda a casa, por toda cidade, quando finalmente o acharam, Alex o bateu tanto ,mas tanto, que se não fosse pelo Chris, algo pior poderia ter acontecido.

– Você vai me pagar Dennis, eu juro que você vai me pagar, eu não respondo por mim, você mexeu com meu irmão, uma criança seu doente!!!!

– E você vai fazer o que hein? Me matar??

– Não, não vou fazer isso, não sou nenhum assassino, mas te juro, assim como ele, você terá sequelas por toda a vida.

– Alex, o que você vai fazer cara, pensa bem?!

– Não Chris, ele é culpado pelo estado que meu irmão se encontra, vamos, coloca ele no carro, sei muito bem pra onde vamos.

E eles amarraram Dennis, e o colocaram na mala do carro, e foram até uma casinha velha, bem no interior da Austrália.

-Cara , o que nós vamos fazer??

– Só traga ele pra cá.

Chris pegou Dennis, o arrastou até a casa, e viu Alex fazer coisas terríveis com ele, coisas que nem mesmo o pior assassino teria coragem de fazer.

– Alex, para com isso cara!!!!

– Ah, o herói vai me defender agora é??

– Cala a boca!!!

– Aaaaah, mas sua namorada é muito linda mesmo, uma pena se algo acontecesse com ela.

– Nem pense em fazer algo com ela seu maluco!!!

– (gargalhadas ameaçadoras)

Então Alex acabou cortando um pouco a mão dele, enquanto Chris injetou uma droga no pescoço de Dennis que instantaneamente causou feridas inimagináveis, feridas essas que deixaram cicatrizes horríveis.

– O que vocês fizeram comigo seus doentes???

– Nós que somos doentes?? Está de brincadeira né??  Você nos perseguiu por anos, quase matou meu cachorro quando éramos crianças, agora, depois de anos, você tenta matar meu irmão asfixiado, e ainda vem dizer que nós somos os doentes?? Você está apenas pagando todo o mal que nos causou.

Então eles foram embora, e deixaram aquele cara ali, gritando de dor, mas não sentiram nenhuma culpa.

(…)

Voltando ao momento na praia

– Cara, será que estamos nos sentindo culpados agora??

– Olha, sentir culpa , eu não sinto, mas , se eu pudesse ter feito outra coisa, sim teria.

– Tipo o que?

– Ah, sei lá mano, teria chamado a polícia,  eu tinha 20 anos na época cara, agora estou com 25 anos , mais maduro e com mais consciência.

– Também cara, olha ali mano, acho que são elas!!

– Cara, é só a Jess e a Ray.

– Oi amor , cadê as garotas?

– Oi amor, não sei, nos perdemos lá em baixo, acho que acabaram indo pro outro lado da ilha

– Não, impossível, está tudo dando errado, que droga!!!

– Que foi amor, calma, elas vão aparecer.

– Desculpaa!!

Passaram-se algumas horas, e nada do resto do grupo aparecer, até que de repente:

– Gente, gente, aqui!!!!

– Meu Deus David, vocês demoraram muito.

– Cara, elas tinham parado do outro lado da ilha, e como eu tinha oxigênio  suficiente, consegui voltar pra trazê-las.

– Nossa, que susto!!

– Acho que está na hora de voltarmos né?

– Verdade, vamos pra casa.

Enquanto iam pegando suas coisas, roupas, pranchas, e tudo o mais, Alex conversou com Chris :

– Cara, acho que a gente devia falar com o Dennis ainda hoje, porque é muito estranho que ele tenha nos dito por telefone que as outras cabanas já estavam lotada, e só a dele estava livre, acho que ele queria que ficássemos lá.

– Entendo, mas porque essa Ilha é considerada tão perigosa assim, será que o Dennis tem algo haver com isso?

– Não sei mano, só que agora mais do que nunca devemos desvendar os segredos dessa ilha.

– Gente, o que vocês acham sobre a gente investigar o passado daqui? Sei lá, fiquei pensando nisso, várias pessoas nos dando sua opinião, mas acho que nós devemos conhecer antes , pra depois tirar nossas próprias conclusões .

– Concordo contigo Alex, acho uma boa a gente conhecer todos os cantos dessa ilha, mas amanhã a gente faz isso, hoje já está tarde, passamos o dia quase que todo aqui, vamos pra casa e amanhã a gente vem pra cá de novo.

– Também acho, vamos embora.

Foram eles pro carro, Alex ficava batendo com os dedos no volante, pensativo, muito pensativo:

– Amor, o que você está fazendo?

– Hã?

– Você está viajando hein , parece que está em outro planeta ( risos)

– Acho que estou mesmo

– Não sei o que aconteceu, mas você está muito estranho.

– Eu não amor, está tudo bem, estou muito bem

– Se você diz né.

Chegaram em casa, todos foram pra Cabana , Alex e Chris ficaram

– Aonde você vai amor?

– Pra lugar nenhum Jess, só vou ficar um pouco aqui só, dor de cabeça, acho que foi o calor né

– E você amor, também está com dor de cabeça Chris?

– Não amor, não estou com dor de cabeça , mas vou ficar aqui conversando com ele

– Nossa, comigo você não quis, mas com o Alex sim , tudo bem , nada demais né, boa noite, aproveitem ai viu

– Ray para de drama, sabe muito bem que tem coisas que converso contigo, e outras com ele

– É amor, sei disso, mas sou sua noiva, devia confiar em mim.

– Mas eu confio, só que tem coisas que prefiro não contar ué , nada demais.

– Tá bom então, estou indo dormir, te amo.

– Também amo você, beijos e boa noite, até daqui a pouco.

Depois de um tempo esperando, Dennis aparece na recepção:

– Ah, são vocês de novo, em que posso ajudar ?

– Qual seu nome completo, Dennis Lancaster?

– Dennis Harrison Lancaster, porque, me conhecem de algum lugar? ( risada irônica)

– O que você quer com a gente?

– Não entendi, porque estão falando isso? Por mim não os veria nunca mais desde o que fizeram comigo

– Você mereceu muito bem o que fizemos e sabe disso , enfim , como não entende?

– Não entendo ué, e que desgraça ter vocês dois aqui , que droga!!

– Você não acha estranho que só tenha reserva na sua Cabana?

– Não , não acho , porque todo ano acontece isso, tanto que pensamos em fechar isso aqui, mas todos estão reservados porque tem competição de Surfe Regional aqui, é por isso,

– Então por que Diabos íamos ficar justamente na sua Cabana???

– Isso é culpa do acaso, posso garantir

– Então me explica porque todos estão nos dizendo para não mexer com os segredos da Ilha, e você, justamente você , nos pediu o contrário?

– Ué, porque vocês tem que tirar suas próprias conclusões sobre essa Ilha, quando cheguei aqui me falaram muitas coisas sobre essa Ilha, eu não escutei, fui até ali, passei dias , e nada aconteceu, até que um dia, vozes me obrigaram a assumir todo o mal que fiz pra muitas pessoas, foi isso que me fez mudar.

-Uau, vozes te fizeram mudar , nossa!

-Alex, pensa cara, o que aconteceu com esse daí, aconteceu comigo também , e você sabe disso.

– Você também ouviu vozes?

– Sim Dennis, também ouvi, vozes que me fizeram assumir tudo o que cometemos!

– Então realmente tem algo de errado com essa Ilha , vou procurar as autoridades daqui pra saber que tipos de segredos esse lugar esconde.

-Boa ideia Alex, vou contigo, mas amanhã a gente faz isso.

– Cara , a gente combinou com o pessoal de amanhã voltar na Ilha, e agora?

– Ih mano, é mesmo!!

– A gente pode levantar bem cedo, ir no Delegado, conversar com ele, depois ir pra Ilha.

– Não, não vai dar tempo, vamos falar com o pessoal né.

– Não cara, a gente vai no delegado bem cedo.

– Tá bom então Alex, vamos dormir porque amanhã o dia vai ser bem longo!!

O dia amanheceu e o pessoal acordou mas Alex e Chris não estavam na Cabana, preocupadas, Jess e Ray resolvem ligar pra eles :

– Amor, onde vocês estão?

– Oi amor, viemos comprar algumas coisas

– Ata, não demore muito então, beijos

– Beijos te amo!

Já Ray já liga:

– Porque você saiu assim sem me avisar?

– Meu Deus, vim comprar umas paradas com o Alex, já tá possessiva já, eu hein.

– Desculpa amor, tudo bem então, beijos, voltem logo.

Mal sabem as garotas que tudo não passava de mentiras:

– Cara eu odeio mentir pra Ray

– E eu pra Jess, vai ser por pouco tempo, até a gente conseguir resolver tudo isso, e entender o que tem nessa Ilha que faz as pessoas revelarem seus segredos.

– Mas não são quaisquer segredos cara, são os piores segredos, que fazem parte do lado mais obscuro de uma pessoa Continuar lendo “Mistérios das Ilhas Kauai”